29.2.08

Pego no telescópio, viro-o do avesso, e aponto-o para longe do grande céu.


É melhor acordar Capitão,
Há algo acontecendo ali em cima.
Nunca vimos nada assim.
Nunca vimos nada assim antes!

Quero um relatório completo.
É isso.
O que você quer dizer com, "É isso"?
Isto é tudo o que existe.
Você deve fazer algo!
O que se supõe que eu faça?
Não sabemos, mas não pode fugir.
Talvez deva enfrentá-lo.
Não posso fazer isto!
Ora, vá lá, enfrenta-o!
Não posso fazer isto!
Vá lá, vá lá, enfrenta-o!
O que é que vou fazer?
Aquilo vai doer, aquilo vai-me magoar?


Oh, aqui é a constelação do coração!

Quem disse algo sobre ser magoado?

Vai ser belo!
Vai ser maravilhoso!
Vai ser o paraíso!


Dirije a tua vida por essas estrelas
Na possibilidade incondicional
De chegar aqui onde o Inferno e o Céu dançam
Isto é a constelação do coração!


Encontrem-me o homem com a escada e ele poderia levantar-me até ás estrelas!

(Just being alive, it can really hurt...)
(Without the pain there would be no learning.)
(Without the hurting we would never change.)


From the Lyrics "Constellation of the heart" by Kate Bush

3 comentários:

RV disse...

os desafios minha cara... afinal de q nos serviria andar aqui senão fosse por eles...
como vês o José luis Peixoto até tem razão qd diz q se calhar vemos as coisas ao contrário,

coragem

whitesatin disse...

Se calhar, RV...
Se calhar andamos todos é de cabeça para baixo :)

RV disse...

ai não, de cabeça p baixo não q já não faço pinos há muito tempo, mas os pensamentos podem ter essa direcção, sim.

recomendação:filme ao qual fiz publicidade no meu espaço, num instante o surrealismo absorve a névoa q instalamos no pensamento.
:)