19.8.08

Uma questão de existência

Quando é que uma pessoa se apercebe que a ferida curou, sarou, e a cicatriz já não faz comichão?
Quando é que uma pessoa se apercebe que o coração está pronto para voltar a amar?
Quando é que uma pessoa se apercebe que a alma voltou a acreditar?


Quando os teus olhos voltam a encontrar a beleza, na face de estranhos que passam por ti, na delicadeza de uma flor à beira da estrada, no bailado dos pássaros que voam sobre a tua cabeça, na simplicidade das pedras que pisas no teu caminho;

Quando o teu olfato volta a apreciar o cheiro da maresia, quando volta a apreciar e a distinguir os perfumes que flutuam no ar por onde passas;

Quando o teu palato volta a distinguir e a apreciar os sabores intensos e característicos de tudo o que te alimenta e sustenta o corpo;

Quando a audição volta a reconhecer os sons da tua infância, e as vozes daqueles a quem queres bem;

Quando a tua pele volta a arrepiar-se com a brisa fresca da manhã, e se alegra com o sol ameno do fim da tarde.

É nessa altura que reconheçes que regressaste.
É nessa altura que sabes que a vida te ofereceu mais uma oportunidade.

1 comentário:

spark disse...

que linto texto...acho que vai um pouco de encontro ao meu ou sera so impressao?
escreves muito bem...parabens